Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

E se metessemos o dedo na agulha?

Vou fazer aqui uma proposta ousada, arrojada e, quiçá atrevida, para este fim-de-semana (ou outro qualquer). É uma forma de descontrair, libertar o stress e fazer algo de útil e que nos dá prazer, enquanto estamos sentadinhas no sofá a ver televisão sob um cobertor quentinho. Sim, porque a previsão do tempo é chuva e frio. Se acertarem...

 

Por acaso algumas (ou alguns) das leitoras é perita em dar ao dedo, ou seja a tricotar, a fazer crochet ou outras artes que envolvam lã e agulhas? Em caso afirmativo, não gostariam de pegar em restinhos de lã e fazer umas camisolinhas para os patudos da associação AMIAMA? É que eles estão mesmo a precisar. Com a chuva e o frio rigoroso, os bichinhos por mais abrigados que estejam, passam bastante frio. Era uma boa maneira de reaproveitarmos restos de lãs, oferecermos algum conforto aos bichinhos e ajudarmos esta causa animal. Que acham?

 

Para quem quiser fazer mas não sabe como, deixo aqui uma ajuda. Os bichinhos são de porte médio e grande porte. Depois basta enviar para a AMIAMA (ou a mim que eu não me importo de entregar) e se quiserem ir lá fazer uma visita aos bichinhos, serão muito bem recebidos!

 

Quem se atrever a entrar nesta aventura, ponha o dedo no ar, ou seja, comente o post! :) Eu alinho!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vem Aí Uma Vaca (De) Pular?!

Ouvi dizer isto… Não entendi o que seria. Pensei e repensei até que descodifiquei a mensagem: vinha aí uma vaga polar!!! Uma vaga de frio, estão a ver (neste caso é mais sentir)?

 

Até acho uma certa piada ao frio, às 300 camisolas vestidas, 200 casacos enfiados e 500 pares de meias calçados.

Até que não é desagradável um calorzinho proveniente de uma qualquer fonte de calor – excepto do maldito ar condicionado dos meus vizinhos que não me deixa dormirrrrr!!!! -, o estar em casa de papo para o ar sob um belo cobertor a ler um livrinho ou a “papar” todas as porcarias que dão na TV.

 

O pior mesmo é ter de sair à rua, principalmente quando o sol desaparece. Brrrr…! E à noite quando tenho de levar o Pimentinha à rua?! Só de edredão mesmo. Até o pobre do bicho tem um casaquinho para lhe manter o pêlo quentinho. Até parece o super Pimentinha!

E o colégio hoje? Parecia um frigorífico, apesar do aquecimento… Argh! Lá estavam os putos todos encasacados e de gorro na cabeça dentro da sala de aula.

 

Mas do que eu tenho pena mesmo é de não estar a nevar em Lisboa. Estou a pensar em pedir o livro de reclamações ao Instituto de Meteorologia, uma vez que quase todo o país está embelezado por flocos de neve e nós, alfacinhas, nem senti-la! Está mal, muito mal.

 

Bom, vou ali tomar uma banhoca para descongelar para depois me enfiar nos meus belos lençóis polares a ver TV. E um programa fixe para uma noite gelada, não é?